Outras Notícias

paz e desenvolvimento

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação participou nas comemorações do Dia Internacional da Paz em Rio Maior, no passado dia 21 de Setembro.

    Ao longo do dia várias iniciativas, envolvendo escolas, associações e artistas locais, assinalaram em diversos locais da cidade a efeméride.

    No cineteatro municipal foi inaugurada a exposição do CPPC “Construir a Paz com os Valores de Abril” que ficará patente ao público na Biblioteca Municipal de Rio Maior até o final do mês.

     

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e a Câmara Municipal do Seixal assinalaram o Dia Internacional da Paz, 21 de Setembro, com uma acção de rua com a participação do grupo de percussão “Toca a Rufar”, junto à Baía do Seixal, seguida de uma sessão na Quinta da Fidalga dirigida por Maria José Cantarinha da direcção nacional e membro do núcleo local do CPPC.

    Na mesa estiveram ainda Joaquim Santos, Presidente da Câmara Municipal do Seixal e Gustavo Carneiro da direcção nacional do CPPC, cuja intervenção focou a actualidade e premência da luta pela Paz, no actual contexto de instabilidade internacional. Tema incontornável foram as anunciadas manobras da NATO, a realizar em Portugal, Espanha e Itália entre 3 de Outubro e o início de Novembro de 2015, envolvendo mais de 40 países e mais 25 mil efectivos, e a necessidade de, em coerência com a defesa da Paz e dos preceitos da Constituição da República Portuguesa, nomeadamente do seu artigo 7º, contestar activamente a realização destas manobras belicistas e exigir a disolução desse bloco politico-militar.

    O Presidente da Câmara Municipal do Seixal, evocou ainda a experiência de vários munícipios portugueses com a criação das Zonas Livres de Armas Nucleares (ZLAN), afirmando a disponibilidade do município para a participação em iniciativas semelhantes de defesa da Paz. Os 65 anos decorridos após a assinatura do Apelo de Estocolmo contra as armas nucleares e os 40 anos da Acta de Helsínquia, foram também temas abordados.

    No local esteve patente a exposição "Construir a Paz com os Valores de Abril", iniciativa do CPPC que teve o apoio da Câmara do Seixal e foram recolhidas assinaturas para o abaixo-assinado (http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT78172) contestando a realização das manobras da NATO, texto lançado por um conjunto de organizações portuguesas.

     

  • Realizou-se hoje, em Gondomar, cidade europeia do desporto, um conjunto de iniciativas com a participação de associações e escolas de seis municípios do país. Como referiram no final os presidentes das Câmaras Municipais do Seixal e de Gondomar e a presidente da direção do CPPC, centenas de crianças, jovens e adultos empenharam-se no promoção do Desporto Pela Paz, assinalando o Dia Internacional do Desporto ao Serviço do Desenvolvimento e da Paz, proclamado pela ONU há quatro anos e hoje comemorado pelo Movimento Municípios Pela Paz. A iniciativa terminou com a música de jovens da orquestra Geração D`ouro, de Gondomar, e as danças dos Pauliteiros de Malhadas, Miranda do Douro. Durante a tarde decorreram jogos, e uma caminhada pela paz que envolveu crianças, jovens e adultos de Gaia, Valongo, Gondomar, Seixal, Loures e Miranda do Douro.

  •  

    A Organização das Nações Unidas deliberou reconhecer 5 de Abril como O DIA INTERNACIONAL DO DESPORTO PARA O DESENVOLVIMENTO E A PAZ.

    Em Portugal, por iniciativa do Desportivo Operário do Rangel - Amadora – realizou-se, nesse dia, um Colóquio-Debate para o qual foi convidado o Conselho Português para a Paz e Cooperação, que esteve representado por Carlos Carvalho, membro da Direcção Nacional.

    O painel integrava ainda a Plataforma das ONG para o Desenvolvimento, o Comité Paralímpico de Portugal e o Orgão Coordenador do Plano Nacional da Ética Desportiva.

    Uma iniciativa com muito interesse em que as causas da paz e da cooperação foram por todos reconhecidas como valor que importa defender e promover. O desporto assume, como reconhece a ONU, um papel relevante como mensageiro da Paz entre os povos.

    O CPPC manifesta à Organização Promotora, Desportivo Operário do Rangel, o seu apreço pelo convite e, a todas as organizações e entidades representadas, a sua disponibilidade para participar em iniciativas conjuntas que visem promover os valores da paz, da solidariedade e da cooperação.

  • dia internacional do desporto para o desenvolvimento e a paz 1 20190403 1841677140

    Convidamos todos a participar nas comemorações do Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz, que têm lugar no dia 6 de abril, a partir das 9 horas, no Pavilhão Municipal do Alto do Moinho, no Seixal.

    A iniciativa, realizada em parceria entre o Conselho Português para a Paz e Cooperação e a Câmara Municipal do Seixal, no âmbito do Movimento Municípios pela Paz, contempla um torneio de corfebol que será seguido do colóquio "O Desporto e a Paz", com a participação do presidente do Comité Olímpico de Portugal.

  • A propósito do Dia Mundial da Ciência para a Paz e o Desenvolvimento e da Semana Internacional da Ciência e da Paz, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) afirma a importância do desenvolvimento científico e tecnológico em prol do progresso social das Nações, também no sentido de se atingir a paz e a cooperação entre os povos, a sustentabilidade, a justiça e a dignidade.

  • U N I T E D   N A T I O N S                                    N A T I O N S   U N I E S

    O SECRETÁRIO-GERAL

    --

    MENSAGEM NO DIA MUNDIAL DA POPULAÇÃO

    11 de Julho de 2014

    O mundo de hoje tem a maior geração de jovens da história - 1,8 mil milhões de jovens, a maioria a viver em países em desenvolvimento - com um enorme potencial para ajudar a enfrentar os grandes desafios que a humanidade enfrenta. Mas muitos jovens são privados das oportunidades a que têm direito, tais como obter uma educação de qualidade, encontrar trabalho digno, e participar na vida política das suas sociedades. O Dia Mundial da População é uma oportunidade para renovar o compromisso de ajudar os jovens a desencadear o progresso em toda a sociedade.

    É preciso agir urgentemente. Muitos jovens não dispõem dos recursos de que necessitam para sair da pobreza. Estou particularmente preocupado com as adolescentes que podem vir a  enfrentar problemas como a discriminação, a violência sexual, o casamento precoce e gravidez indesejada. E mesmo os jovens mais afortunados, que têm a sorte de poder obter diplomas universitários, muitos encontram-se sem emprego ou presos a empregos de baixos salários e sem futuro.

    A solução está no investimento em saúde, educação, formação e emprego para os jovens, à medida que atravessam a fase crítica  de transição para a vida adulta. Isso irá melhorar as perspectivas para as suas vidas e nosso futuro comum.

    Os próprios jovens estão a manifestar-se. No início deste ano, mais de mil organizações de juventude deram o seu apoio à iniciativa Global Youth Call (Apelo Global da Juventude), acolhida por 40 países, que recomenda a inclusão de objetivos e metas voltadas para a juventude na agenda de desenvolvimento pós-2015.

    No próximo ano atingimos o prazo para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, desenhar a agenda que se segue e a adoptar de um acordo legal significativo sobre a mudança climática. Os jovens têm um papel importante em todos esses processos. O ano de 2015 também marca o 20º aniversário do Programa de Mundial de Acção sobre a Juventude. As suas linhas de orientação práticas para a ação nacional e apoio internacional continuam a ser pertinentes hoje em dia, em particular, porque exigem que os governos respeitem os direitos humanos e as liberdades fundamentais de todos os jovens e respondam eficazmente a todas as violações.

    Neste Dia Mundial da População, apelo a todos aqueles que têm influência para darem prioridade aos os jovens nos planos de desenvolvimento, fortalecer as parcerias com organizações lideradas por jovens, e envolver os jovens em todas as decisões que os afetam. Ao capacitar os jovens de hoje, vamos lançar as bases para um futuro mais sustentável para as gerações vindouras.

    -------------------------

    Sites relevantes:

    http://www.un.org/en/events/populationday/index.shtml

    http://www.unfpa.org/public/home/news/pid/17697

  • educacao para a paz vila nova de gaia 1 20190408 1575961353

    Em Vila Nova de Gaia, integrado no programa de Educação para a Paz, que o CPPC está a promover em colaboração com a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e as escolas que aderiram, professores e alunos organizaram trabalhos sobre a Paz que esta semana estão expostos nas sedes de alguns agrupamentos de escolas.

    No agrupamento de Escolas Soares dos Reis decorreu ontem, dia 3 de Abril, uma sessão pública com música e poesia que os alunos apresentaram e uma palestra em que interveio a diretora do agrupamento Maria Manuela Vieira Machado e a presidente da Direção Nacional do CPPC, Ilda Figueiredo.

    Nos trabalhos dos alunos, na música e na poesia, a defesa da paz são os denominadores comuns, contrapondo-os à guerra e às tragédias que provoca de destruição, sofrimento e morte. Ilda Figueiredo saudou estes importante contributos para a educação para a paz e para a construção de um mundo com justiça, progresso social e paz, a via necessária para garantir a possibilidade de serem felizes.

    Foram também distribuídos documentos do CPPC.

  • educac 1 20190410 1259323092

    Realizou-se um importante de bate orientado por Ilda Figueiredo, sobre o desarmamento nuclear, na Escola Secundária de Canelas, em que participaram cerca de 100 alunos, diversos professores e o director do Agrupamento de Escolas de Canelas, em Vila Nova de Gaia.

    Os alunos realizaram também um grande painel alusivo ao tema e na escola esteve também a exposição do CPPC sobre o perigo das armas nucleares e a exigência da assinatura e ratificação, por Portugal, do Tratado de Proibição das Armas Nucleares.

  • educacao para a paz es padre antonio vieira 1 20200326 1398689126

    No âmbito das comemorações do Mês da Juventude na cidade de Lisboa, promovidas pela Câmara Municipal de Lisboa, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) realizou no dia 11 de março uma palestra na ES Padre António Vieira, intitulada «A luta pela paz e a diversidade cultural», enquadrada no tema proposto pela turma 12.º LH2. Perante uma assistência interessada e participativa, Carlos Garcia, da Direção do CPPC, partiu da diversidade cultural que caracteriza a sociedade actual onde convivem diferentes povos, considerando o seu contributo para o enriquecimento da humanidade, para abordar as diversas formas de racismo como fatores de divisionismo entre os povos, pondo em causa direitos humanos e princípios fundamentais da Carta das Nações Unidas e da Constituição da República Portuguesa, contribuindo para suportar o belicismo e o imperialismo, pondo em causa a cooperação e a defesa da paz.

  •  educacao para a paz vila nova de gaia 2 20190510 1982145482

    Realizou-se hoje, na sede do Agrupamento de Escolas Sofia de Mello Breyner, em Arcozelo, Vila Nova de Gaia, um colóquio sobre a importância da Paz, em que participou Ilda Figueiredo em representação do CPPC.

    Durante o colóquio abordou-se sobretudo o significado dos aniversários da derrota do nazi-fascismo, com o fim da segunda Guerra Mundial, e da revolução do 25 de Abril de 1974. Mas também estiveram em debate as guerras mais recentes, designadamente no Médio Oriente, e a situação na Venezuela. Foi salientada a importância de se unirem vontades na defesa da liberdade, da democracia e da paz, respeitando sempre o direito soberano de cada povo escolher o seu caminho, como defende a Constituição da República Portuguesa e a Carta da ONU.

  • educacao para a paz na escola basica 2 e 3 ciclos de corroios seixal 1 20200212 1291660524

    No passado dia 7 de fevereiro 2020, o CPPC realizou uma sessão sobre a Paz na escola básica 2º e 3º ciclos em Corroios, por solicitação da Câmara Municipal do Seixal.

    Zulmira Ramos, da Direção do CPPC, dinamizou uma “Conversa sobre a Paz” para cerca de 12 alunos dos 10 aos 16 anos, tendo sublinhado que, para além da ausência de ações beligerantes e de confrontos armados, a ausência de desigualdades económicas, sociais, culturais e políticas é uma condição fundamental na construção da Paz. Focou também o nível das despesas militares, contrapondo a esta perigosa corrida armamentista a absoluta necessidade de construir escolas, hospitais e habitações em países que estão em extrema pobreza. Referiu as consequências das guerras, com milhões de mortes, estropiados e refugiados, incitando à participação cívica e à solidariedade e amizade entre todos, desde logo no ambiente escolar.

    Os alunos participaram, ao longo da exposição, com dúvidas e apreciações.

  • concerto pela paz lisboa artistas 3 20200310 1133275492

    4 DE ABRIL - 15H30 - FÓRUM LISBOA - Entrada Livre

    O sul é muito mais do que uma coordenada, é uma condição e um modo de vida, é compreender que quando olhamos para baixo, estamos é a olhar para cima.

    A América Latina será a suprema contradição?
    Recolhe de todos os cantos do mundo pedaços de identidade: o mediterrâneo, o negro, o azul e o vermelho. Retoma sempre que pode a sua própria génese, as suas cores terra e os seus sabores intensos, o seu afã de liberdade e esperança.

    É aqui que mergulha o projecto português "el Sur". Na força de um continente e no génio dos seus autores, na fronteira entre o Pacífico e o Atlântico. O sul é muito mais do que uma coordenada, é uma condição e um modo de vida, é compreender que quando olhamos para baixo, estamos é a olhar para cima, para o urgente tempo que se aproxima e que nos mudará para sempre.

    Lançaram recentemente o álbum “Todas as Sombras”.

  • Realiza-se no próximo sábado, dia 29 de outubro, na Câmara Municipal do Seixal com a colaboração do CPPC, uma iniciativa para a qual foram convidados todos os municípios do país, visando a criação do movimento Municípios pela Paz.

    A iniciativa será no edifício dos Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal, durante a tarde.

  • encontro intercultural saberes e sabores 1 20190408 1641576981

    O CPPC estará presente no Encontro Intercultural Saberes e Sabores, promovido pela Câmara Municipal do Seixal.

    A 12.ª edição deste encontro realiza-se de 3 a 7 de abril, no Pavilhão Municipal do Alto do Moinho. O evento que promove a interculturalidade e a troca de experiências conta com a participação de 15 países.

    Uma viagem pela gastronomia, artesanato, literatura e outras expressões culturais, durante a qual os visitantes vão descobrir os saberes e os sabores de vários continentes. Motivos de interesse não faltam para visitar a feira intercultural.

    Para além do CPPC estar presente com uma banca, chamamos também a vossa atenção para o colóquio "O Desporto e a Paz", no dia 6 de abril, que assinala o Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz. Uma iniciativa realizada em parceria com o Conselho Português para a Paz e Cooperação, no âmbito do Movimento Municípios pela Paz.

  • O CPPC estará, mais uma vez, presente no Encontro Intercultural Saberes e Sabores, que se realizará este ano de 11 a 15 de Abril no Pavilhão Municipal do Alto dos Moinhos, no Seixal.

    Vem nos visitar!

  • encontro pela paz 1 20180817 1077049684

    “Pela Paz, todos não somos demais!”

    O Encontro pela Paz, que terá como lema “Pela Paz, todos não somos demais!”, realizar-se-á no próximo dia 20 de Outubro de 2018, no Pavilhão Paz e Amizade, em Loures, entre as 10h30 e as 17h00 horas.

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), consciente de que é imperioso encontrar as respostas mais adequadas para enfrentar as sérias ameaças à Paz que, no momento presente, pairam sobre a Humanidade, tomou a iniciativa de, em conjunto com diversificadas organizações sociais que, na sua prática quotidiana, tomam clara e inequívoca posição pública contra a guerra e manifestam sincera determinação em defender os valores da Paz, preparar e realizar um Encontro pela Paz.

  • encontro pela paz 1 20181021 1964505220

    Divulgamos o "Apelo à defesa da paz" lido no final do grande Encontro pela Paz que decorreu hoje no Pavilhão Paz e Amizade, em Loures, com a participação de mais de 700 pessoas de norte a sul do país e representantes de mais de 50 organizações e entidades.

    Apelo à defesa da paz

    No encerramento deste Encontro pela Paz, que consideramos de grande oportunidade e importância, e em nome das organizações que o promoveram, saudamos todos quantos participaram e contribuíram para a sua realização e afirmamos o nosso empenho para que prossiga e se alargue ainda mais a convergência de vontades e a acção em defesa da paz, considerando-a essencial à vida humana e uma condição indispensável para a liberdade, a soberania, a democracia, o progresso social, o bem-estar dos povos – para a construção de um mundo melhor para toda a Humanidade.

  • Divulgamos informação sobre a melhor forma de chegar ao Encontro!

    preparativos do encontro pela paz 1 20181020 1327778598

  • No Pavilhão Paz e Amizade já se dão os últimos retoques para te receber!

    preparativos do encontro pela paz 3 20181020 2067132398

    preparativos do encontro pela paz 4 20181020 2057099126

    preparativos do encontro pela paz 5 20181020 1617399808