Outras Notícias

Bienal de Gaia

bienal de gaia 1 20210330 1175520206

Mais de 60 artistas unem-se na comemoração dos 45 anos da Constituição da República Portuguesa e na celebração dos valores da Paz, numa exposição organizada pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação, com curadoria de Ilda Figueiredo.

A vida à frente do lucro privado!

a vida a frente do lucro privado 1 20210317 1387069922
 
O CPPC colocou à consideração de organizações o seguinte texto:
A vida à frente do lucro privado!
Por uma justa distribuição de vacinas contra COVID-19
Pela suspensão dos direitos sobre as patentes das vacinas
Os avanços científicos e técnicos que marcam o nosso tempo devem ser colocados ao serviço da Humanidade e da resolução dos seus mais graves problemas, quanto à saúde, à alimentação, à habitação e a outros direitos sociais fundamentais, e à economia, às infraestruturas, à energia ou ao ambiente, com vista a os assegurar.
Em plena pandemia de COVID-19, tem um profundo significado o desenvolvimento tão célere de vacinas contra esta doença, dada a importância da vacinação massiva da população ao nível mundial de forma a superar a actual situação e salvar milhões de vidas.
Porém, as vacinas não estão a chegar a todo o lado ao mesmo tempo. Países economicamente mais desenvolvidos concentram um elevado número de vacinas, enquanto mais de uma centena de países continuam sem vacinas para administrar.
É inaceitável que as grandes multinacionais farmacêuticas, que receberam milhares de milhões de euros de apoios públicos diretos para investigação e desenvolvimento de vacinas contra a COVID-19, venham agora impor condições, regatear preços, vender a quem dá mais, privilegiando milhares de milhões em lucros à custa da privação deste importante instrumento de saúde pública por parte de milhões de seres humanos.
Na União Europeia, vários países (entre os quais Portugal) sofrem atrasos no processo de vacinação, dada a incapacidade ou falta de vontade das farmacêuticas em disponibilizarem as doses contratualizadas e a indisponibilidade da União Europeia em adquirir vacinas de comprovada qualidade em outros países que não ao núcleo restrito de multinacionais de países da UE e dos EUA.
A eficácia da vacinação depende da amplitude e rapidez da sua concretização ao nível mundial, pelo que é necessário que as vacinas cheguem a todos os países e às respectivas populações.
As organizações portuguesas, com intervenção em várias áreas da vida nacional, instam:
à aquisição das doses necessárias à vacinação massiva da população portuguesa onde quer que elas existam, não se restringindo aos acordos celebrados pela União Europeia;
à suspensão dos direitos das patentes das vacinas contra a COVID-19;
à cooperação entre todos os países e organizações internacionais no combate à COVID-19, nomeadamente assegurando uma justa distribuição das vacinas, fazendo-as chegar a quem mais precisa, viva onde viver;
a que, nesta como noutras áreas, as conquistas da ciência e da técnica sirvam o progresso da Humanidade e não os colossais lucros de alguns poucos.
Organizações subscritoras:
• Associação Água Pública
• Associação Conquistas da Revolução (ACR)
• Associação de Amizade Portugal – Cuba (AAPC)
• Associação Intervenção Democrática (ID)
• Associação Portuguesa de Amizade e Cooperação Iúri Gagárin (AIG)
• Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional (CGTP-IN)
• Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos (MURPI)
• Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC)
• Ecolojovem – Os Verdes
• Juventude Comunista Portuguesa (JCP)
• Movimento Democrático de Mulheres (MDM)
• Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente (MPPM)
• Organização dos Trabalhadores Científicos (OTC)
• Projeto Ruído
• Sindicato dos Professores da Região Centro (SPRC)
• Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML)
• União dos Sindicatos de Lisboa (USL)
• União dos Sindicatos do Distrito de Braga (USDB)
• União dos Sindicatos do Distrito de Leiria (USDL)

Dia 25 de Março, Dia Nacional de Luta dos Jovens Trabalhadores

dia 25 de marco dia nacional de luta dos jovens trabalhadores 1 20210330 1477821207
 
O CPPC – Conselho Português para a Paz e Cooperação – expressa o seu apoio ao dia de luta dos jovens trabalhadores por emprego estável e com direitos, marcado para o 25 de março pela Interjovem.
Numa altura em que a vida da juventude é marcada pela precariedade, baixos salários, períodos experimentais, desregulação de horários de trabalho e instabilidade na vida, importa reafirmar que a luta pela paz é indissociável da luta pela melhoria das condições de vida dos povos e, em particular, da juventude.
Ler mais...

Dia Internacional da Mulher

dia internacional da mulher 1 20210317 1848989364
 
O Conselho Português para a Paz e Cooperação, esteve presente na concentração de dia 13 de Março, em Lisboa, convocada pelo Movimento Democrático de Mulheres, para assinalar o Dia Internacional da Mulher.
Os ativistas do CPPC participaram com uma faixa a anunciar a realização do próximo Encontro pela Paz, a realizar a 5 de Junho em Setúbal, promovido por 12 organizações e entidades, entre as quais o CPPC e o MDM, o Encontro será seguramente um momento alto na expressão da luta pela igualdade, a fraternidade e a paz.