Outras Notícias

Diálogos da Bienal | Paz e Refugiados

debate paz e refugiados 1 20190524 2017168136

No próximo dia 29 de Maio, pelas 18 horas, vai realizar-se um debate sobre Paz e Refugiados, na 3ª Bienal Internacional de Arte Gaia 2019, em Lever /GAIA, com a participação de Ilda Figueiredo - presidente da direção do Conselho Português para a Paz e Cooperação e curadora da exposição" Paz e Refugiados",
José Goulão e Vitor Pinto Basto - jornalistas e membros da Presidência do CPPC.

CPPC saúda a Frente Polisário pelo seu 46.º aniversário

cppc sauda a frente polisario pelo seu 46 aniversario 1 20190518 1675844067

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) saúda a Frente Polisário, legítima representante do povo saraui, por ocasião do seu 46.º aniversário, que se assinala dia 10 de Maio, reconhecendo o seu papel determinante na luta contra o colonialismo e pelo reconhecimento do direito inalienável do povo saraui a uma pátria livre e soberana, nos territórios do Sara Ocidental, em que se inscreve a proclamação da República Árabe Sarauí Democrática (RASD), em 1976.

Nesta ocasião, o CPPC reafirma a sua condenação da ilegal ocupação dos territórios do Sara Ocidental por parte do Reino de Marrocos e da sua brutal política de repressão contra o povo saraui e dos seus direitos nacionais, com a vergonhosa conivência dos EUA e da União Europeia.

Ler mais...

Organizações venezuelanas pedem o desbloqueio de fundos ilegalmente retidos pelo Novo Banco

organizacoes venezuelanas pedem o desbloqueio de fundos ilegalmente retidos pelo novo banco 1 20190510 1510798838

Solidário com os seus objectivos o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) divulga carta de 19 organizações de defesa dos Direitos Humanos e movimentos sociais venezuelanos, entregue no passado dia 2 de Maio na Embaixada de Portugal na Venezuela, com o pedido de que o Governo português actue para que sejam desbloqueados 1543 milhões de euros do Estado Venezuelano, ilegalmente bloqueados no Novo Banco.

Ler mais...

Novo Banco bloqueia ilegalmente 1500 milhões de euros do Estado venezuelano

novo banco bloqueia ilegalmente 1500 milhoes de euros do estado venezuelano 1 20190510 2082912112

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) apoia o apelo entregue, no passado dia 2 de Maio, na Embaixada de Portugal, na Venezuela, subscrito por várias organizações não-governamentais venezuelanas, para que o Estado português, cumprindo a sua obrigação, intervenha junto do Novo Banco para que este liberte os mais 1500 milhões de euros do Estado Venezuelano ilegalmente retidos por este banco e que efectue as ordens de pagamento que, na sua generalidade, se destinam ao pagamento de medicamentos, serviços de saúde, alimentos e outros bens de primeira necessidade de que o povo venezuelano tanto necessita.

Ler mais...

Não à violência golpista! Defender a democracia e a paz na Venezuela!

revolucao bolivariana nao esta so 1 20190430 1254971819

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) repudia mais uma tentativa de golpe de Estado na República Bolivariana da Venezuela perpetrada pela extrema-direita golpista, em coordenação e às ordens dos Estados Unidos da América, contra a soberania, a democracia e a paz na Venezuela.

Este é mais um negro episódio de um longo processo de desestabilização e violento bloqueio que, através da imposição da degradação das condições de vida dos venezuelanos, visa derrubar as legítimas instituições deste país e a reversão das conquistas alcançadas nas últimas duas décadas pelas forças bolivarianas, que puseram fim a décadas de domínio e saque das riquezas do povo venezuelano – como o petróleo – por parte dos EUA.

O CPPC, solidário com o processo soberano, democrático e emancipador iniciado com a vitória de Hugo Chávez nas eleições presidenciais de 1998 – e sufragado pelo povo venezuelano mais de duas dezenas de vezes ao longo dos últimos vinte anos –, expressa ao povo venezuelano, ao Comité de Solidariedade Internacional (COSI), e demais organizações e movimentos patrióticos, democráticos e progressistas venezuelanos a sua solidariedade e a confiança de que, uma vez mais, vencerão a ingerência e o golpismo, e continuarão o seu caminho na defesa de um futuro melhor, mais justo e de paz.

Direção Nacional do CPPC

#TiremAsMaosDaVenezuela #VenezuelaNoEstaSola #HandsOffVenezuela #ARevoluçãoBolivarianaNaoEstaSo #LaRevolucionBolivarianaNoEstaSola #TheBolivarianRevolutionIsNotAlone