Outras Notícias

ARMAS E SISTEMAS DE ARMAMENTO DE TECNOLOGIA AVANÇADA OU O “AGGIORNAMENTO” DA “ARTE DA GUERRA”

Introdução
 
A Robótica, assente na investigação básica e aplicada das tecnologias ditas robóticas, é hoje um domínio da Engenharia em rápido desenvolvimento. Tal como em qualquer campo de actividade humana, os novos passos dados nesse domínio podem ser fonte de inquestionáveis benefícios para a sociedade, em inúmeros aspectos da vida do dia-a-dia, mas podem também trazer consigo problemas novos, nem sempre previstos ou previsíveis, com possíveis efeitos nocivos para as pessoas e para o meio ambiente. Em condições extremas, podem ser postos em causa direitos humanos, as condições de vida das populações e mesmo, directa e deliberadamente, contribuir para por em risco e destruir vidas humanas.

Ler mais...

ALGUMAS BREVES NOTAS ACERCA DO DESENVOLVIMENTO E UTILIZAÇÃO DAS ARMAS NUCLEARES, ROBÔS MILITARES E GUERRA CIBERNÉTICA

Frederico Gama Carvalho
Investigador-coordenador aposentado do Instituto Tecnológico e Nuclear
 
Resumo
Faz-se uma breve referência, com alguns dados numéricos, ao esforço financeiro que representa hoje a manutenção das despesas militares a níveis iguais ou superiores ao verificado no período da chamada “guerra fria”. Assinala-se a importância crescente da investigação científica e tecnológica com fins militares. Refere-se o surgimento da ciberguerra e as suas motivações. Descreve-se a situação actual no que toca ao desenvolvimento e utilização da arma nuclear. Apresenta-se a evolução no campo da robótica militar, as consequências perversas da sua utilização em teatros de guerra ou para localizar e abater alvos humanos seleccionados. Apontam-se as armas ditas “não-letais” como instrumento de repressão de “acções de perturbação da ordem pública”. O texto é acompanhado de numerosas referências que permitem aprofundar as questões apresentadas.

Ler mais...

A NATO, o Kosovo, o Iraque, o Afeganistão e a Líbia no presente e passado recente, a Síria e o Irão na calha?

Completaram-se recentemente respectivamente 13, 11, 9 e 1 ano, sobre as agressões contra os Povos da Sérvia, Afeganistão, Iraque e Líbia, orquestradas pelos Estados Unidos da América com a cumplicidade criminosa dos comparsas europeus da NATO. Agressões baseadas em falsos argumentos, mentiras, factos deturpados, pretensos genocídios, não deixando de fora as aterradoras armas de destruição maciça, propagandeadas pela comunicação social engajada nas teias do Império, que afinal nunca passaram de mentiras, nada piedosas porque do seu saldo resultaram centenas de milhares de pessoas assassinadas pelos soldados do Império e seus comparsas e países totalmente arrasados.

Ler mais...