Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

paz e desenvolvimento

  • Ações no Algarve levam mais longe a luta pela Paz

    Durante os dias 24 e 25 de Janeiro, uma delegação do CPPC incluindo Ilda Figueiredo, presidente da direcção nacional, e Sofia Costa, do núcleo do CPPC no Algarve, acompanhadas de Isa Martins, representante do Sindicato dos Professores da Zona Sul, reuniram com diversas instituições de Loulé, Faro, Olhão e Vila Real de Santo António, para programar actividades e parcerias no âmbito da educação para a paz, da cultura da paz e da campanha pela assinatura e ratificação por Portugal do Tratado de Proibição das Armas Nucleares.

  • ADIADO | Concerto pela Paz | Gondomar | 2021

    alteracao de hora concerto pela paz gondomar 2021 1 20210111 1720660693

  • Almada pela Paz

    No Fórum Romeu Correia, em Almada, iniciou-se o ciclo " Almada pela Paz", com uma exposição sobre a Segunda Guerra Mundial e a luta pela Paz, produzida pela Câmara de Almada em colaboração com o Conselho Português para a Paz e Cooperação, e uma exposição sobre a Palestina da artista plástica Joana Villaverde.

    Este ciclo pela Paz terá um programa diversificado até ao final do ano.

    Na sua abertura, que contou também com trabalhos de crianças sobre a Paz, participou e interveio a presidente da direcção do CPPC, Ilda Figueiredo, o presidente da CM de Almada, Joaquim Judas, e a artista plástica Joana Villaverde.

  • Almoço da Paz - Lisboa 2017

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação realiza um almoço convívio no próximo dia 18 de Março pelas 13h na Rua Víctor Cordon, nº1.

    Refeição completa (10 CPPCs)

    Ementa

    • Creme de Legumes
    • Bacalhau Cremoso ou Strogonoff de Peru ou Lasanha Vegetariana
    • Fruta, Gelatina, Mousse de Chocolate ou Mousse de Manga
    • Café

    Inscrições e informações pelo email Este endereço de correio electrónico está protegido contra leitura por robôs. Necessita activar o JavaScript para o visualizar. ou pelo telefone 213 863 575 até o dia 16 de Março.

    Participa, divulga traz um amigo!

  • Almoço da Paz - Porto

    almoco da paz porto 2019 1 20190129 1277409579

    Com animação cultural
    e intervenção de José António Gomes (escritor)

    23 de Fevereiro 2019 12h30
    Restaurante Garrett
    Rua dos Fenianos Portuenses (ao lado da CMP)

  • Almoço da Paz | 22 fevereiro | Porto

    almoco da paz 22 fevereiro porto 1 20200131 2036267388

  • Almoço da Paz | 24 de Março | 12:30 | Porto

  • Almoço da Paz | Almada

    almoco da paz almada 1 20190110 1134977357

    Almoço pela Paz em Almada

    26 de Janeiro, 12h30, no refeitório da Escola Secundária António Gedeão (Alameda Guerra Junqueiro, Cova da Piedade).

    Inscreve-te! Traz um amigo!

    Inscrições: Este endereço de correio electrónico está protegido contra leitura por robôs. Necessita activar o JavaScript para o visualizar. ou 92.678.50.21 e 96.442.35.96

     

  • Almoço pela Paz reúne meia centena em Almada

    almoco pela paz reune meia centena em almada 1 20190129 1590446138

    O CPPC realizou no dia 26, em Almada, um Almoço pela Paz no qual participaram cerca de 50 pessoas, entre activistas da paz e da solidariedade, autarcas, associativistas e muitos outros, empenhados em levar mais longe a acção em prol da paz, do desarmamento, da solidariedade com os povos.

    Nas intervenções, proferidas por Armando Farias, da direcção nacional do CPPC, e Frederico de Carvalho, da presidência, foram realçadas as principais ameaças à paz e segurança internacionais e reafirmada a solidariedade com os povos do mundo, com destaque para o palestino e o venezuelano, que por estes dias resiste a mais uma tentativa de golpe de Estado por parte dos EUA e seus aliados internos.

    Do almoço saiu a determinação em levar mais longe, no concelho de Almada, a acção do CPPC, em debates públicos ou em escolas como noutras iniciativas, próprias ou em colaboração com autarquias, associações e outras entidades.

  • Apresentação do livro "Décadas de Luta pela Paz"

    O CPPC convida todos os seus aderentes e amigos e todos quantos sinceramente defendem os valores da paz, da cooperação e da solidariedade para participaram na apresentação do livro «Décadas de Luta pela Paz», que se realiza no dia 22 de Abril às 12 horas no Fórum Lisboa (Av. Roma 14-L, 1000-265 Lisboa).

    Elaborado no âmbito da comemoração dos 40 anos da formalização jurídica do Conselho Português para a Paz e Cooperação, o livro recorre sobretudo a documentação própria do CPPC ou de plataformas mais vastas em que este participou para traçar o exaltante percurso do movimento da paz português desde o seu surgimento, na década de 40 do século XX, até aos nossos dias. A obra, profusamente ilustrada, é em grande medida uma homenagem a todos os que deram o melhor de si à ampliação da luta pela paz.

  • Apresentação do livro "Décadas de Luta pela Paz" - Almada

  • Apresentação do livro "Décadas de Luta pela Paz" no Porto

     

    O livro «Décadas de Luta pela Paz» foi apresentado, segunda-feira, 5, no Porto, numa sessão realizada na Casa do Infante que contou com a participação do historiador e professor universitário Manuel Loff, o coordenador do grupo de trabalho que elaborou o livro, Gustavo Carneiro, e a presidente da direcção nacional do CPPC, Ilda Figueiredo, que assumiu a condução dos trabalhos.

    Nas intervenções proferidas sublinhou-se a importância da obra em trazer para a actualidade aquelas que são causas antigas e de inegável importância, como a paz, o desarmamento e a solidariedade aos povos que enfrentam a agressão, a ingerência ou a opressão. Salientada foi também a abrangência que o movimento da paz alcançou - em questões como a exigência do desarmamento nuclear ou a solidariedade com os povos da África Austral ou Timor, entre muitos outros - e os valores que desde sempre o nortearam, e que são hoje mais actuais do que nunca.

    Os oradores realçaram ainda o papel dos valores inscritos na Constituição da República Portuguesa e na Carta das Nações Unidas para a salvaguarda da paz e da segurança internacionais e na garantia dos direitos nacionais dos povos.

  • Apresentação do livro do Encontro pela Paz

    lancamento do livro encontro pela paz 1 20191212 1249431146

    Na próxima quarta-feira, 11 de Dezembro, pelas 12 horas, na Casa da Paz, rua Rodrigo da Fonseca, 56, 2º, em Lisboa, as organizações e instituições que prepararam o Encontro pela Paz, realizado em 20 de Outubro de 2018, em Loures, irão apresentar o livro que reúne materiais e intervenções dessa importante iniciativa que envolveu mais de 700 pessoas e de 50 organizações.

    Teremos o maior gosto que se juntem a nós nesta apresentação.

    Saudações de paz.

    Pela Paz, todos não somos demais.

  • Apresentação do livro do Encontro pela Paz

    apresentacao do livro do encontro pela paz 1 20191230 1587155458

    No passado dia 11 de Dezembro, na Casa da Paz, em Lisboa, organizações e instituições que prepararam o Encontro pela Paz, realizado em 20 de Outubro de 2018, em Loures, apresentaram o livro que reúne materiais e intervenções dessa importante iniciativa que envolveu mais de 700 pessoas e de 50 organizações,de todo o país, o que foi uma muito importante afirmação dos valores da paz, da amizade, da solidariedade e da cooperação.

    Na apresentação, diversos representantes das organizações presentes salientaram a importância da convergência de organizações e entidades que estiveram na base do Encontro pela Paz com o objectivo geral de contribuir para a promoção da mobilização e intervenção em defesa da paz e pela rejeição do militarismo, da corrida aos armamentos e da guerra, tendo presentes os princípios da Carta da ONU e da Constituição da República Portuguesa

    No momento muito complexo, de grandes perigos para a paz mas também de crescentes mobilizações na sua defesa, incluindo o Papa Francisco no apelo recente que fez ao desarmamento nuclear, foi manifestada a vontade de continuar a procurar pontos de convergência na defesa da paz visando também o novo Encontro pela Paz, a realizar em 30 de Maio de 2020, em Setúbal.

    Pela Paz, todos não somos demais.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - Bando dos Gambozinos

    Bando dos Gambozinos, Associação Cultural para a Educação pela Arte, que vai trazer temas que permitem a todo o grupo pensar a Paz num sentido muito amplo. Não apenas na sua dimensão bélica, mas também do sentir a paz e do sentirmo-nos em paz. Cantam a paz de resistir, a paz do combate e a paz de ouvir, a paz que só a educação dos homens é capaz de trazer, a paz da liberdade, a paz da política, sem excluir a paz que se faz pela guerra à guerra. Às vozes dos pequenos junta-se o Coro d’ Inverno, agrupamento de participação livre constituído por pais, familiares, amigos e vizinhos dos Gambozinos.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - Conservatório de Música do Porto

    A celebrar o seu centenário, o Conservatório de Música do Porto continua a pautar-se como Escola de Referência Nacional do Ensino Artístico Especializado da Música e a promover uma abertura à Comunidade e à Cidade do Porto, através de inúmeras atividades realizadas em parceria com as principais Instituições Culturais da Cidade.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - Coral de Letras da Universidade do Porto

    O Coral de Letras da Universidade do Porto é uma reconhecida instituição cultural de grande relevo não só no Porto, como em todo o País. É um coro premiado em vários festivais internacionais. O seu reportório percorre várias épocas da música, quer a capella, quer coral sinfónica, mantendo uma especial relação de proximidade com a música de Fernando Lopes-Graça.

    Tem colaborado com várias instituições, nomeadamente com a Casa da Música. O Coral de Letras comemorou recentemente 50 anos de actividade ininterrupta, sempre dirigido pelo seu fundador, maestro José Luís Borges Coelho.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - K2

    Da parceria entre a Kale Companhia de Dança e o Ginasiano Escola de Dança nasceu em 2015 um novo projeto especialmente desenhado para os jovens bailarinos em formação na escola. A K2 é uma companhia de “pequenos” bailarinos com criação e adaptação de reportório próprio a esta faixa etária.

    A K2 é um projeto de aproximação e preparação de jovens para o trabalho pré-profissional desenvolvendo desta forma perspetivas e competências neste caminho. Tem um funcionamento próprio onde é especialmente fomentada e estimulada a dimensão performativa e vivência profissional da dança, através do desenvolvimento de repertório orientado para a faixa etária juvenil, aproximação e preparação de jovens para o trabalho pré-profissional desenvolvendo perspetivas e competências neste caminho.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - Miguel Araújo

    Consagrado músico, cantor, compositor e letrista português nascido em Águas Santas, na Maia, mas já com grande expressão nacional e até internacional Miguel Araújo.

    É autor (música e letra) de alguns dos maiores sucessos portugueses do início do século XXI. Todos conhecemos: Anda comigo ver os Aviões, Os maridos das Outras, Quem és tu miúda, Pica do Sete.

    Além do seu reportório a solo e da banda Os azeitonas, da qual é fundador e na qual se manteve até final de 2016, tem escrito para alguns dos mais destacados interpretes portugueses, como é o caso de António Zambujo, Ana Moura, Carminho, Raquel Tavares e Ana Bacalhau.

    Em 2012 editou o seu primeiro disco a solo “5 Dias e Meio”. Em 2014, o seu segundo disco a solo “ Crónicas da cidade grande” e em 2017, editou o seu terceiro disco “Giesta” que foi considerado o segundo melhor disco do ano pela revista espanhola “No sólo Fado”.

  • Artistas pela Paz

    artistas pela paz 1 20180924 1516788780

    artistas pela paz 2 20180924 1217712489