Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

1º Maio - Lisboa

Também em Lisboa os activistas do CPPC participaram na manifestação do 1º de Maio organizada pela CGTP-IN, do Martim Moniz à Alameda. O CPPC teve ainda a oportunidade de divulgar a sua acção em prol da paz através da sua presença num stand na Alameda D. Afonso Henriques.

Sobre a visita do MNE de Israel a Portugal

 

Face à noticiada visita oficial do Ministro dos Negócios Estrangeiros de Israel a Portugal e reuniões com membros do Governo Português e Presidente da Assembleia da Republica,
O CPPC assume a seguinte posição:
1. Repudia veementemente tal visita e que o Governo Português receba e reúna com o representante de um Governo que não cumpre o Direito Internacional e não respeita os Direitos Humanos; um governo considerado terrorista e responsável pelo genocídio praticado sobre o povo palestino.
 
2. Considera reprovável que o Governo Português que não tem tomado uma atitude firme nas instâncias internacionais pelos legítimos direitos do povo palestino, venha dar cobertura a um governo que atropela estes Direitos.
 
3. Exige do Governo Português, no cumprimento da Constituição Portuguesa, uma actuação concordante com o Direito Internacional, com a Carta e Resoluções da ONU no que concerne à questão Palestina e condene a criminosa actuação do Governo de Israel.