Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

 

Solidariedade com o povo da Ucrânia

É com crescentes preocupações que assistimos à evolução da situação na Ucrânia, onde forças que se assumem como nazi-fascistas, tirando partido do agravamento de problemas sociais e do crescente e legítimo descontentamento da população desse país, fomentaram o nacionalismo xenófobo e engendraram um golpe de estado para tomar o poder, o qual, cada vez mais, recorre à violência e à repressão para se exercer, à custa de terríveis consequências, incluindo a morte indiscriminada de cidadãos indefesos.

À tentativa de legitimar o golpe inconstitucional de Fevereiro passado e impor um novo poder dos oligarcas da Ucrânia, através de eleições presidenciais sob estado de guerra, que uma parte importante do país não aceitou, sucedem-se provocações e actos de pura barbárie e perseguição contra forças políticas e sociais que se lhes opõem e ofensivas militares sobre populações que procuram defender os seus legítimos direitos, a democracia e a Paz.

Este recrudescimento e ascenso de forças de extrema-direita, enquanto se assinala o 69º aniversário da Vitória sobre o nazi-fascismo e o fim da II Guerra Mundial, deverá merecer séria preocupação por parte de todos os democratas e anti-fascistas, dado o que significa e o perigo que representa para a democracia, as liberdades e direitos dos cidadãos da Ucrânia e dos povos da Europa.

A denúncia e condenação das forças fascistas, do imperialismo e da guerra, adquirem, assim, uma particular importância e actualidade, pelo que as seguintes organizações democratas e anti-fascistas, manifestam a solidariedade ao povo da Ucrânia e apelam a todos e a todas à mobilização em defesa da liberdade, da democracia e da Paz.

Organizações subscritoras (até o momento):

-Associação Intervenção Democrática-ID
-Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional

-Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos

-Confederação Portuguesa de Quadros Técnicos e Científicos

-Conselho Português para a Paz e Cooperação

-Cooperativa Mó de Vida

-Ecolojovem "Os Verdes"

-Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal

-Juventude Comunista Portuguesa

-Movimento Democrático de Mulheres

-Sindicato dos Professores da Região Centro

-Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Sul

-União dos Sindicatos de Lisboa / CGTP-IN